Colunistas5

Publicidade

Idosos atendidos pelo Centro de Referência da Assistência Social (Cras) da quadra Arso 43 assistiram ao filme Gonzaga: de Pai para Filho nesta quarta-feira, 03, em Palmas. Participaram da atividade que comemora o Dia do Idoso, registrado em 1º de outubro, 25 idosos beneficiados pelas ações desenvolvidas pela equipe do Cras, especificamente, do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, voltado aos idosos.

Publicado em Ivonete Eich

Estabelecer uma agenda de pesquisa pautada nas reais necessidades de saúde da pessoa idosa é o objetivo do I Workshop de Pesquisa em Gerontologia de Palmas promovido pela Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) e a Universidade da Maturidade (UMA), nessa segunda-feira, 20, no auditório do Instituto 20 de Maio, em Palmas.

Publicado em Ivonete Eich

As férias terminaram e o programa que beneficia centenas de idosos todos os meses com atividades físicas, laborativas, recreativas, culturais, de cidadania, e de promoção e prevenção de saúde retornou neste mês de agosto, e desde a última semana, os idosos do Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira vêm participando de diversas ações como a celebração do Dia dos Pais, do Grupo de Convivência e de fisioterapia em grupo.

Publicado em Ivonete Eich

Trinta pais idosos acompanhados de seus familiares e demais frequentadoras do Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira participaram na manhã desta quinta-feira, 09, de um momento especial em comemoração do Dias dos Pais.

Publicado em Ivonete Eich

Durante o período de férias, quando parte das atividades ao ar livre é suspensa no Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira, em Palmas, outras atividades estão sendo oferecidas para garantir aos idosos que não viajaram entretenimento e lazer. Entre elas estão aulas de jogos lúdicos. As aulas acontecem três vezes por semana em grupos. O educador físico da Fundação de Esportes e Lazer (Fundesportes) Fabion Arruda é quem ministra as aulas.

 

“Os jogos de mesa são um tipo de atividade lúdica e terapêutica que proporciona estímulos físicos, mentais e psíquicos a pessoas idosas, contribuindo para minimizar os declínios naturais do envelhecimento. De acordo com especialistas, a prática desses jogos serve como método preventivo de doenças senis, inclusive, o Mal de Alzheimer, a forma mais comum de demência. Por isso, todas as pessoas, principalmente quem está próximo ou já chegou aos 60 anos, devem ser incentivadas a jogar”, recomenda Arruda.

 

Entre os jogos oferecidos nas aulas estão xadrez, dominó, cartas e tênis de mesa, bem com alguns jogos de tabuleiros. Dona Danúzia Martins Hiramatsu, 68 anos, frequenta com o esposo, João Nobuo Hiramatsu, o parque há cerca de um ano. Eles não viajaram neste mês de julho, por isso estão comparecendo assiduamente às aulas de jogos lúdicos, que estão acontecendo a partir das 15 horas todas as segundas, quartas e sextas-feiras. “Estamos gostando muito. Jogar tênis de mesa me fez lembrar de quando eu jogava ping-pong na escola. Nunca tinha jogado xadrez e, para mim, tem isso muito legal porque nos ensina a lidar com várias situações diferentes ao mesmo tempo. Somos gratos pelo amor com que todos do Parque trabalham para nos oferecer cuidado”, afirmou dona Danúzia.

 

Dona Danúzia conta ainda que as aulas têm sido prazerosas e que o esposo, que possui Mal de Parkinson, tem demonstrado mais concentração. “No xadrez meu marido fica tão concentrado, joga com uma expressão tão boa, que o deixa tão bonito. Falei para ele que precisamos jogar mais”, disse ela, alegre. A psicóloga do parque Gil Soares explica que os jogos são uma boa estratégia para incentivar a interação entre os idosos e que podem, com certeza, ajudar na interação deles com a família se praticados em casa.

 

Durante este mês de julho, as aulas têm contado com a participação de cerca de 20 alunos. Mesmo durante o recesso, o parque continua a realizar encontros do grupo de convivência e sessões de acupuntura, por exemplo. Em agosto, retornam as atividades ao ar livre, a exemplo das atividades físicas supervisionadas, como as aulas de dança. Estas e todas as demais atividades oferecidas no local são gratuitas e visam oferecer estímulo à qualidade de vida da pessoa idosa. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (63) 2111-3310 ou 99241-9243.

Foto Fabion Arruda

Publicado em Ivonete Eich

Brincadeiras, como jogos de mesa, atividades físicas e recreativas continuam sendo ofertadas gratuitamente, neste mês de julho, no Parque da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira, que funciona das 8 às 18 horas, de segunda a sexta-feira e está localizado na ACSU-SO 30. Para participar das atividades, o interessado deve ter 60 anos ou mais, e se cadastrar junto à coordenação no Parque em qualquer época do ano.

Publicado em Ivonete Eich

Cerca de 50 idosos se  reúnem toda quarta-feira, no espaço do Centro de Referência e Assistência Social (Cras), do Aureny III,  para discutir  temas ligados à velhice e aos direitos da pessoa idosa, dentro do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos. E na manhã desta quarta-feira, 6, os idosos   aproveitaram o encontro  e já iniciaram a preparação para as festas juninas, como muito forró e animação.

Publicado em Ivonete Eich
Quarta, 16 Maio 2018 17:41

Idosos também podem praticar pilates?

Fazer Pilates não é mérito só de pessoas mais jovens. O princípio básico do Pilates é trabalhar o fortalecimento e o alongamento dos músculos de forma equilibrada. A força do núcleo (músculos abdominais, músculos da coluna vertebral, músculos perineais) é o objetivo de todos os programas do método Pilates.

Publicado em Marta Lúcia Adorno

Danças, atividades físicas ao ar livre, capoeira, acupuntura, acompanhamento com psicólogo, nutricionista e fisioterapeuta e muita interação em grupo têm transformado a vida de idosos que frequentam o Parque Municipal da Pessoa Idosa Francisco Xavier de Oliveira, conhecido como Parque do Idoso.

O centro de convivência é mantido pela Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), no intuito promover o fortalecimento do convívio social e familiar das pessoas acima de 60 anos. No espaço também são oferecidos atendimento em grupo de antitabagismo, palestras de prevenção e cuidados da saúde.

“Frequento esse espaço desde a sua inauguração e minha vida mudou, sou muito mais feliz”. O relato do aposentado Lorival Brado, de 80 anos, é compartilhado por outros idosos que frequentam o Parque. Demonstrando muita ginga e animação durante a aula de zumba, Lorival conta que o segredo para um envelhecimento ativo é “procurar viver bem a vida; ter tempo para quem nos dá tempo e amar quem nos ama”.

A coordenadora do Parque, Silvonete Mota, relatou casos de idosos que após, essa interação social, apresentaram melhoras na postura física, diminuição na quantidade de medicamentos ingeridos e melhoras no quadro de depressão. “Tivemos um caso de um familiar que nos procurou para saber o que estávamos desenvolvendo aqui, pois sua mãe que antes era triste estava alegre e ativa, depois que passou a frequentar o Parque”.

Quando começou participar das atividades físicas em grupo, Leonice Alves, de 72 anos, reclamava de fortes dores oriundas de hérnia de disco e bico de papagaio na coluna, após um mês de atividade conta que já sente melhoras em todo o corpo. “Ou faço atividade física ou vou para cadeira de rodas, e cadeira de rodas não quero. Com pouco tempo que estou aqui já me sinto bem melhor”. Para Leonice, a melhor atividade no Parque é a zumba.

Com entusiasmo, a professora aposentada Porcina Maria Macário, de 72 anos, disse que encontrou no Parque um bem viver. “Comecei a frequentar aqui logo quando me aposentei, no ano passado, e estou amando essa interação social. Aqui a gente encontra um bem viver. No final de semana fico ansiosa para que chegue logo a segunda-feira quando começam nossas atividades”, relata.

Aposentada há cinco anos, Maria Santos, de 68 anos, é do tipo de pessoa que não abre mão de uma atividade física. “Sempre fiz atividade física. E estou sempre à procura de algo para me ocupar. Se eu ficar em casa só assistindo TV, não exercito minha mente. Deus me livre de uma vida dessa”, complementa a professora aposentada.

A nutricionista Fernanda Noleto, do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), que faz atendimento em grupo toda segunda-feira no Parque, lembra que esse convívio ajuda o idoso a sair do isolamento, melhorando o humor e proporcionando alegria. Fernanda planeja suas atividades conforme a necessidade do grupo. “Nossa atividade é uma roda de conversa, onde todos participam. Trazemos oficinas de patê, saladas, uso de plantas medicinais. Tudo baseado nas necessidades deles. É assim que montamos a programação”.

O Parque

Inaugurado em fevereiro de 2016, o local é um espaço de convivência que oferece atividades diárias programadas para melhorar a qualidade de vida da pessoa idosa, com lazer, educação e convívio social.

O Parque funciona das 8 às 18 horas, de segunda a sexta, e está localizado na quadra 301 Sul, ao lado do viveiro municipal, na pista do antigo aeroporto (LO-09). Para participar das atividades, o interessado deve ter 60 anos ou mais, e se cadastrar junto à coordenação no Parque. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 2111-3310.

O espaço, além de cinco salas para uso administrativo, conta com salas de dança, de ginástica e de artes. O local é dotado ainda de uma quadra poliesportiva, piscina coberta, campo de futsal gramado, vestiário masculino e feminino adaptados, auditório e uma biblioteca.
Da Secom

Fotos Regiane Costa

Publicidade
Controller Assessoria
Star Conveniência 2

Colunistas

Acesso Restrito

Contato

© Todos os direitos reservados. Ivonete Eich / Coluna VIP Tocantins | 2013-2017.

Desenvolvido por OceanoAzul 100x27